Leo Chaves recebe título de Embaixador do Programa Jovem Aprendiz no Congresso Nacional

Na 3ª feira, 20 de novembro, durante a Semana Nacional do Protagonismo Infantojuvenil, Leo Chaves receberá no Congresso Nacional, em Brasília/DF, o título de Embaixador da Boa Vontade, em defesa e apoio ao Jovem Aprendiz.

Segundo a Frente Parlamentar de Apoio ao Protagonismo Infantojuvenil “A escolha deu–se pela credibilidade que tem perante seu público e pela vinculação que consegue fazer entre sua agenda profissional – cheia de compromissos – e uma agenda social, a exemplo dos vários eventos beneficentes e do Instituto Hortense.”.

O objetivo é que Leo Chaves possa ser porta-voz de jovens entre 14 e 24 anos que estão com seus direitos à profissionalização desassistidos. Segundo a Lei 10.097/2000, empresas de médio e grande porte devem contratar jovens com idade entre 14 e 24 anos como aprendizes.

O contrato de trabalho pode durar até dois anos e, durante esse período, o jovem é capacitado na instituição formadora e na empresa, combinando formação teórica e prática.

Os jovens têm a oportunidade de inclusão social com o primeiro emprego e de desenvolver competências para o mundo do trabalho, enquanto os empresários têm a oportunidade de contribuir para a formação dos futuros profissionais do país, difundindo os valores e cultura de sua empresa.

Para Leo Chaves, a indicação representa enorme responsabilidade e é motivo de honra “Há alguns anos me comprometi a investir e me dedicar à humanidade através do Instituto Hortense, atuando com ações preventivas na formação de jovens e adolescentes! Ser Embaixador do Programa Jovem Aprendiz é poder ampliar essa consciência e contribuir ainda mais para o futuro dos jovens  em nosso país. Estou muito feliz e engajado com o título”.


Comentários